O Banco Central anunciou uma nova nota no Brasil: a de R$200.

Aprovado pelo Conselho Monetário Nacional, o valor vai começar a circular no final de agosto, e a previsão é que sejam impressas 450 milhões da nova cédula ainda em 2020.

Mas você deve estar se perguntando por que o governo está lançando essa medida agora, certo? Deixa que a B&T te conta!

O principal motivo para o lançamento, segundo o próprio Banco Central, é acompanhar a demanda da população por mais meio circulante. Isso porque, como estamos vivendo um momento de incerteza econômica, a tendência é que as pessoas realizem saques com mais frequência e acumulem o dinheiro, o que gera um aumento expressivo de demanda nas casas impressoras.

A instituição divulgou que, só em julho, o governo teve um gasto extra de R$437 milhões para a impressão de cédulas, e a nota de R$200 chega para amenizar a situação. O CMN autorizou o valor de R$113,4 milhões para imprimir 450 milhões de cédulas de 200 e 170 milhões de cédulas de 100.

Outro motivo apontado é que boa parte dos beneficiários do auxílio emergencial estão preferindo sacar o valor em espécie, então as novas notas ajudam a fazer frente aos pagamentos.

As imagens da cédula ainda não foram divulgadas porque ela está em fase final de testes de impressão e o recomendado é que os elementos não sejam divulgados até a nota estar completamente pronta. O que já se sabe é que o animal estampado é o lobo-guará.

É interessante lembrar que a última vez que o real ganhou uma nova cédula foi em 2002, há 18 anos, com o lançamento da nota de R$20.

Fique ligado na B&T que a gente te mantém atualizado sobre o assunto!