O YouTube é uma das maiores plataformas digitais do mundo e paga em dólar para quem monetiza pelo site. Mas será que todos sabem como receber o dinheiro pelo YouTube?

De acordo com o Hootsuite, calcula-se que 500 horas de conteúdo sejam publicadas a cada minuto e que mais de 2 bilhões de usuários passem pela rede mensalmente.

Se antes da pandemia a plataforma já era um sucesso, com o isolamento social e um maior tempo dentro de casa, os números do YouTube saltaram drasticamente, potencializando também o surgimento de Youtubers, ou seja, pessoas que publicam seus vídeos no site. 

Se você está iniciando um canal no You, acompanhe neste post, 6 dicas de como rentabilizar os vídeos na plataforma e como receber o dinheiro sem perder com taxas excessivas.

1. Escolher seu nicho ou tema

Ao criar um canal no YouTube é aconselhado que você tenha um tema ou nicho definido, já que isso atrai inscritos, e logo, mais rápido poderá monetizar seus vídeos. 

Os assuntos podem até variar, mas o eixo temático deve ser o mesmo para todos eles. Se você der uma olhada nos principais canais do site, todos eles possuem seu nicho, e para cada tema, existe um público para consumir aquele conteúdo.

Seus vídeos devem entregar algo de valor para quem assiste, seja entretenimento, dicas, tutoriais, aulas, vlogs, conhecimento, receitas, consultorias sobre finanças. Enfim, os formatos são diversos e você deve pensar qual deles se adequa mais a sua proposta.

Se você não tem noção sobre o que trabalhar em vídeos ainda, tente chegar em alguma ideia ao pensar no seu público, qual o seu produto e o que ele tem a oferecer.

2. Ofereça conteúdo de qualidade

Não adianta ter um tema, nicho estruturado, público definido e o conteúdo não ter qualidade.

Em primeiro lugar, você deve pensar em quais dúvidas deseja sanar e o porquê. Se o vídeo tem a proposta de falar sobre tal questão para o público, ele deve responder exatamente o que prometeu no início.

Quando pensamos em produzir um vídeo, também é necessário verificar a iluminação, se o áudio está em boa qualidade, a resolução da imagem e como você estruturou o roteiro.

Até mesmo, revisar a edição, para evitar que o público no final acabe não entendendo a mensagem que você desejou passar.

3. Como monetizar meu canal?

As formas mais conhecidas de ganhar dinheiro no YouTube é a direta, que ocorre por meio do Programa de Parcerias do YouTube e a indireta, onde anúncios são inseridos no decorrer dos vídeos.

Para participar são necessários alguns requisitos da plataforma. Vamos verificar cada um deles:

Programa de parcerias do YouTube

  • Residir em um país onde o PPY (Programa de parcerias do YouTube) esteja habilitado. O Brasil consta nessa lista.
  • O seu canal possui mais de 4 mil horas de exibição pública ao longo de um período de 12 meses.
  • Precisa ter mais de 1 mil inscritos.
  • Ter uma conta do Google AdSense vinculada.

Posso exibir anúncios em meus vídeos?

Se você optar por rentabilizar seu canal com anúncios, você precisa ter a inscrição aceita no Programa de Parcerias do YouTube (PPY).

Além disso, existem vários formatos de anúncios.

Os formatos incluem anúncios gráficos (surgem a direita ou abaixo do vídeo apresentado), anúncios de sobreposição (são semi transparentes e surgem na frente do vídeo apresentado), anúncios em vídeo (podem aparecer no início, meio ou fim do vídeo apresentado), bumper (deve assistir aos primeiros segundos de um vídeo que não pode ser pulado) e cartões patrocinados (cards sugeridos em vídeos).

Mas quanto se ganha hoje com a exibição de anúncios?

Não pense que você irá ficar rico da noite para o dia ao habilitar anúncios no seu canal. Na verdade, ganhar dinheiro com o YouTube é um longo caminho e não oferece certezas.

Entretanto, a plataforma paga um valor a cada 1.000 visualizações pelo anúncio, chamado também de custo por mil (CPM), o que não significa exatamente que você receberá caso tenha esse número.

Para ser pago, cada visualização só é contabilizada se forem assistidos pelo menos 30 segundos do anúncio ou se clicarem nele.  

Além dos anúncios, as visualizações de vídeo também são contabilizadas. A contagem acontece a cada 1.000 visualizações (custo por mil), com lances entre 0,25 a 4,50 dólares.

Para se ter uma ideia do valor, geralmente ele fica em um valor intermediário a partir desses mostrados acima. 

4. Produtos, parcerias e contribuições no YouTube

Existem outras estratégias e elas funcionam da seguinte forma. Você pode optar por clubes de canais, estante de produtos e super chat. 

Clube de canais: Funciona como um serviço de assinatura para os seus inscritos em que eles te pagam um valor mensal e em troca, eles podem receber conteúdos exclusivos, brindes, entre outros benefícios. Para monetizar dessa forma, você precisa ter 30.000 mil inscritos.

Estante de produtos: Se você possui produtos e quer vender no seu canal, você pode fazer isso pela estante de produtos. É como uma loja direcionada para o seu público e para habilitá-la, é necessário ter mais de 10.000 inscritos. 

Super chat: O Super chat funciona na forma de doações em que os inscritos podem fazer durante lives streams do canal, ficando com o comentário destacado no vídeo. Os valores das doações podem variar de 1 até 500 reais.

Receita do YouTube Premium: Você recebe parte do valor da mensalidade paga pelos inscritos que possuem o YouTube Premium.

5. Uso de patrocinadores

Segundo uma pesquisa conduzida pelo Google, 70% das pessoas compram de uma marca após ver um vídeo em que ela aparece no YouTube. Por esse e outros fatores, você pode ganhar dinheiro no YouTube fazendo vídeos com patrocínio.

Assim, você negocia diretamente com a marca e ela te paga pelo valor combinado. 

E como conseguir patrocínio? Se o seu canal se relaciona com o público de uma marca e você ter inscritos o suficiente para o objetivo dela, você pode se tornar um potencial influencer

Se você quer fazer vídeos patrocinados, faça uma lista de marcas que você gostaria de trabalhar, tenha um discurso de vendas sobre quanto o seu canal pode gerar de resultados e esteja cadastrado em plataformas para influencers

6. Por onde eu recebo o dinheiro do YouTube?

Primeiramente, para receber o dinheiro do YouTube é necessário que você tenha uma conta no Google AdSense, ou seja, a ferramenta de anúncios online do Google, além de ter que fazer parte do Programa de Parcerias do YouTube.

Dessa forma, os anunciantes pagam ao Google e consequentemente, uma parte desse valor é paga para aqueles que exibem os anúncios, como os donos de canais no YouTube.

Você só pode fazer a retirada do dinheiro a partir do valor de 100 dólares e é essencial ter cautela para não ser taxado desnecessariamente, já que é necessário fazer a conversão para o real.

A B&T Corretora oferece a solução para você que quer receber seu dinheiro do YouTube sem gastar com taxas excessivas.

O AdSense faz o pagamento via transferência bancária internacional e para receber, você pode fazer o cadastro na B&T Corretora. Assim, você escolherá a opção “Receber valores do exterior” e preencherá seus dados, de forma simples e prática.

Com a B&T, você economiza até 70% nos custos de remessa se compararmos com os bancos e outras opções. Somos especialistas em câmbio, possuímos maior capacidade de negociação e o melhor atendimento.

Bem melhor que banco.

Realize suas operações agora mesmo com a B&T, fale conosco aqui.