Está com dúvidas sobre as informações presentes nos comprovantes após realizar uma operação de câmbio? Agora você pode ficar mais tranquilo.

Para evitar problemas e manter a transparência da B&T com seus clientes, achamos importante explicar quais são os dados que se destacam no nosso comprovante original.

Dessa maneira, é possível verificar o conteúdo dos boletos de câmbio e ter a certeza que se trata de um documento válido.

Abaixo, veja a lista com 10 pontos que diferenciam um comprovante original B&T:

  • Identificação: A primeira coisa na parte da frente de um comprovante como esse será a identificação da B&T Corretora, contendo Razão Social, CNPJ e o número de credenciamento junto ao Banco Central;
  • Nome Fantasia e Razão Social: Essas informações aparecem logo embaixo das informações sobre a B&T. Esses dados devem corresponder ao local em que a operação está sendo fechada, ou seja, quem é o Correspondente autorizado B&T;
  • Data e hora: Seguindo a ordem, deve ser informado o dia e a hora em que a transação foi realizada;
  • Dados do cliente: Nessa parte, é necessário conter nome, CPF/CNPJ, endereço, cidade e CEP do cliente;
  • Valor: Será o valor total da moeda estrangeira negociada;
  • Taxa: O preço do câmbio;
  • IOF: O valor referente ao Imposto sobre Operações Financeiras será colocado embaixo de “Taxas”;
  • Taxa VET: Nome dado à taxa final, onde está incluso a taxa de câmbio, IOF e tarifas;
  • Valor Efetivo Total: Aqui, haverá a apresentação do valor total da operação, contemplando os impostos e tarifas;
  • Declaração: Por fim, a frente do comprovante terá um espaço para a assinatura do cliente. Nesse local, ele declara estar de acordo com as leis e regulamentações pertinentes ao mercado de câmbio e capitais internacionais.

Não se preocupe em memorizar as leis e regulamentações! As mais pertinentes para essa transação estão impressas no verso do comprovante e podem ser consultadas em caso de dúvida.