O dólar é a principal moeda estrangeira em negociações e movimenta o mundo pelo interesse em seu valor. No Brasil, a moeda americana afeta o preço da gasolina, dos alimentos e também de produtos. 

Portanto, sempre surge a preocupação com o dólar no país, mesmo que não seja a moeda nacional, ele impacta direta ou indiretamente sobre ela. 

Neste post, vamos abordar 10 fatos sobre o dólar que você talvez não saiba e que explicam porque a moeda americana é tão importante.

A importância do dólar

Os Estados Unidos são uma potência mundial e o dólar é considerado uma referência monetária internacional. Depois da Segunda Guerra Mundial, o dólar tomou o lugar da libra esterlina, a moeda inglesa, assim como os EUA tomaram o lugar da Inglaterra. 

Outro ponto que colaborou para a força que a moeda tem hoje foi o comércio de petróleo entre os Estados Unidos e a Arábia Saudita. As trocas comerciais eram feitas em dólar e o ouro deixou de ser padrão nas negociações em 1971.

Leia também: Como abrir uma conta em dólar e o que muda com o novo marco legal do câmbio?

Por que o dólar aumenta?

A oferta da lei e da demanda é a principal responsável pelos aumentos da moeda. Ou seja, quanto maior a procura, o preço tende a subir.

Há outros fatores para a alta da moeda, como instabilidade política, onde investidores retiram dólares do Brasil, o que reflete no preço da moeda.

Além disso, se muitas pessoas compram dólares para viajar, ele também aumenta. Outras razões podem ter relação com taxas de juros e balanças comerciais.

No caso da taxa de juros, os investidores acompanham o cenário e quando a taxa está mais baixa no Brasil do que nos Estados Unidos, eles compram dólares e vendem reais, o que também impacta na moeda americana.

Quanto à balança comercial, se o Brasil importa mais do que exporta, a quantidade de dólares ofertados diminui e consequentemente aumenta o valor da moeda.

Todos querem o dólar

O dólar possui aceitabilidade na maioria dos lugares, ou seja, é uma moeda fácil de vender. E tem os Estados Unidos por trás, o que é a medida certa para as forças do mercado operarem.

Leia também: 4 dicas para comprar moeda estrangeira com mais segurança

O dólar afeta o preço do pão brasileiro

As compras de supermercado também podem ficar mais caras, embora um item em especial chame atenção quanto às variações da moeda estrangeira: o pão. 

Algo tão presente na mesa do brasileiro pode ter aumento, visto que a maior parte do trigo usado no país é importado. 

Como a importação encarece com a alta do dólar, como resultado o preço do trigo sofre o mesmo efeito.

Os impostos quando compramos dólar

Se você comprar dólar em espécie, o IOF (Imposto sobre Operações Financeira) é de 1,1% sobre o valor total. No caso do cartão de débito ou de crédito, sobre a compra é aplicado um IOF de 6,38%.

Posso guardar meus dólares?

É permitido guardar dólares desde que seja declarado o valor no Imposto de Renda em “Bens e Direitos”. 

Moeda oficial

O dólar só pode ser produzido nos Estados Unidos, entretanto é a moeda oficial de vários países, confira:

  • Zimbábue
  • Timor-Leste
  • Panamá
  • El Salvador
  • Bahamas
  • Somália
  • Porto Rico
  • Guam 
  • Samoa Americana
  • Ilhas Marshall
  • Estados Unidos
  • Turks e Caicos
  • Bonaire
  • Ilhas Marianas do Norte
  • Estados Federados da Micronésia
  • Ilhas Virgens Britânicas
  • Ilhas Virgens Americanas
  • Palau
  • Países Baixos Caribenhos

A origem da palavra “dólar”

A origem da palavra “dólar” vem do termo “Thaler”, que se refere a uma moeda de prata do século XVI da região onde fica a República Checa e foi popularizado se adaptando a cada idioma.

A responsável por difundir o nome foi a Espanha na época colonial já que o peso espanhol era chamado de dólar espanhol.

Notas de linho e algodão

O material da nota do dólar é feito de 25% de linho e 75% de algodão. Além disso, pela nota também são distribuídas de forma igual fibras sintéticas azuis e vermelhas. Antigamente, essas fibras eram compostas de seda.

Uma nota só dura 18 meses

Uma nota de dólar tem um tempo de uso de 18 meses antes de entrar em deterioração. A nota mais comum nos Estados Unidos é a de um dólar.

Conheça a B&T

Com 28 anos de história, a B&T Câmbio é uma referência no mercado de câmbio, sendo reconhecida pelos seus produtos e serviços de câmbio comercial e turismo.

Na B&T, você não perde tempo, pois sabemos exatamente os passos necessários para cada operação. Inclusive, as melhores condições para comprar dólar ou dolarizar seu patrimônio.

Você também contará com flexibilidade no horário de atendimento (livre de horário bancário) e um serviço personalizado.

Nosso atendimento é reconhecido pela qualidade e atende ao que você precisa. 

Quanto aos custos de suas operações, você economiza até 70% nos custos de câmbio se compararmos com os bancos e outras opções conhecidas.

A B&T tem como prioridade o câmbio, quando você opta por fazer negócio, sem o banco, conseguimos ter controle total sobre o valor do câmbio e do spread (diferença entre o preço de venda e compra do câmbio), permitindo maior negociação e consequentemente, podemos abaixar o preço, o que é mais vantajoso para você, cliente B&T.

Realize remessas internacionais (de até 3.000 USD) pelo EasyWay Remessas. Você economiza ao fazer suas transferências internacionais e pode enviar e receber dinheiro de e para vários países.

Quer saber mais sobre a B&T? Entre agora em contato